6 Regras da Psicologia no Marketing Social

Os conceitos subjacentes ao marketing social dizem respeito aos fundamentos da psicologia humana.
Na psicologia comportamental moderna, estas seis regras da psicologia no marketing são universais e apoiadas empiricamente no comportamento do consumidor.
Vamos observar mais de perto como essas regras são aplicadas na prática do marketing social.

1. PROVA SOCIAL

Regra: “Se você não sabe o que fazer, veja o que os outros fizeram em uma situação semelhante”.

O mecanismo psicológico envolvido neste caso funciona da seguinte maneira: uma pessoa que não sabe qual é o comportamento adequado para uma determinada situação, vai procurar imitar o que outras pessoas estão fazendo e assim, fornecer orientação para suas ações.
É um poderoso mecanismo psicológico pelo qual olhamos para os outros para guiar nossas próprias ações.
Copiamos o que os outros fazem, especialmente quando não temos certeza.
Mostre às pessoas como outras pessoas já fazem o que você quer que elas façam.

Enfatize a credibilidade e o número de pessoas que estão agindo da maneira que você deseja que a pessoa-alvo siga.
Mostre como eles são semelhantes à pessoa-alvo ou que sabem o que estão fazendo.
Quando se trata de comprar, o usuário solicita uma “prova social” dos benefícios da transação proposta daqueles em quem ele confia:
• Amigos,
• Parentes,
• Colegas de trabalho,
• Redes sociais, etc.
Uma estatística imparcial mostra, como resultado,  que 81% dos compradores usam essas dicas antes de comprar.

Podemos observar que 81 % é um número a ser considerado e demonstra a importância das regras da psicologia no marketing.

2. AUTORIDADE

Regra: “Autoridades em qualquer esfera da atividade humana são incondicionalmente confiáveis, sua opinião é mais valorizada do que a de um mero mortal”.

O mecanismo psicológico dita que “as opiniões dos especialistas são altamente valorizadas por causa de sua experiência e conhecimento”.

A realidade apenas confirma a exatidão desta afirmação:
77% dos consumidores antes de efetuar uma compra estão interessados na opinião de especialistas, geralmente, reconhecidos sobre o novo produto.
Consumidores em potencial, antes de fazer uma compra, leem os blogs de especialistas de renome, assistem às resenhas de seus vídeos no canal do YouTube, estudam seus posts mais recentes e comentários sobre eles no Facebook e no Twitter.

3. ESCASSEZ: Medo da escassez.

A regra: “menos significa mais”.

O mecanismo psicológico, neste caso, funciona assim: estamos instintivamente inclinados a dar mais valor a uma oferta limitada ou a um produto escasso por causa do medo de perder a possibilidade de concluir uma barganha.
Esse mecanismo cria ofertas comerciais limitadas por tempo, apresentadas em abundância, por exemplo, no site de rede social Facebook: “Apenas para os titulares de contas no Facebook há descontos sem precedentes disponíveis em até 48 horas!”.
Na prática, 77% dos usuários do Facebook certamente,  responderão a essa proposta.

Novamente, 77% é um número importante e confirma a necessidade da aplicação destas regras da psicologia no marketing. 

4. SIMPATIA: O desejo de imitar.

Regra: “Siga aqueles de quem você gosta.”

O desejo de imitar aqueles de quem gostamos, aqueles que escolhemos como nosso “modelo social”, é um dos vieses cognitivos mais poderosos do homem.
O mecanismo psicológico envolvido neste caso nos obriga a concordar com a opinião e a encontrar preferências atraentes da pessoa, que consideramos como um “modelo de comportamento”, precisamente porque dessa forma fortalecemos os laços sociais e a confiança.
Assim, quase 50% dos compradores fazem compras na internet usando as recomendações que receberam de amigos nas redes sociais.

5. CONSISTÊNCIA: Compromisso

Regra: “Seja consistente”.

Estando em um estado de incerteza, preferimos fazer uma escolha que seja consistente com nossas convicções internas e experiências anteriores – é assim que funciona outro mecanismo psicológico, na prática gerando um fenômeno tão curioso quanto a “fidelidade à marca”.
Em outras palavras, várias compras feitas por você de uma marca que conquista sua confiança fortalecem sua consistente “estratégia de compra”: ser fiel à mesma marca.
De acordo com pesquisas de opinião, 62% dos compradores online aderem a esse modelo de comportamento.

6. RECIPROCIDADE

Regra: “Pague adiantado!”

Não importa o quão inesperado soe, em uma pessoa, a julgar pelos dados da psicologia moderna, ainda é desde o nascimento que existe um desejo de beneficiar os outros, mesmo sem esperar por um pedido de ajuda.
Um exemplo disso é a divulgação de informações no Facebook – os usuários mensais dessa rede distribuem 25.000.000.000 unidades de conteúdo digital, e uma parcela significativa desse conjunto de informações é composta de ofertas comerciais exclusivas sob condições que são mais benéficas para o comprador, que certamente atingem seu público alvo.
Assim, suas generosas ofertas e descontos fortalecerão a fidelidade de seu público-alvo e aumentarão o reconhecimento de sua marca.

Regras da psicologia no marketing, quando aplicadas corretamente, darão um impulso significativo à sua conversão e, como resultado, às vendas.

Responder