Fabricação digital: Novos Desafios para os Modelos de Marketing e Negócios

Businessman analytics 3d information financial on digital screen

Podemos estar testemunhando o próximo passo em uma revolução na produção, saindo da economia do conhecimento, que durou até pelo menos duas décadas, para a nova fabricação digital.

Para entender como as megatendências de cloud, mobile, social e big data, estão afetando as empresas, a Microsoft patrocinou o estudo “A transformação digital dos negócios”.

Foram entrevistados 537 executivos de organizações empresariais.

Como resultado forneceu insights surpreendentes sobre os efeitos transformadores da tecnologia nas operações de negócios.

A pesquisa constata que as empresas estão adotando o processo de transformação digital para:

  • criar novos modelos de negócios,
  • desenvolver novos fluxos de receita ou
  • impulsionar outras mudanças materiais.

Assim, simplesmente gastar mais, em tecnologias emergentes, não é suficiente para impulsionar os resultados de negócios.

Em vez disso, as empresas que identificam, quais recursos essenciais de negócios precisam diferenciar e assumem o compromisso de transformar esses recursos essenciais de negócios com a tecnologia digital correta, superarão em muito os concorrentes que não seguem essa abordagem.

A transformação digital

A transformação digital certamente não envolve apenas novas tecnologias; é sobre uma mudança de pensamento e cultura organizacional.

Há uma necessidade de as organizações lidarem com a mudança nos cenários de negócios e demandas dinâmicas para inovar maneiras de atender rapidamente a essas necessidades em constante mudança.

Assim, a transformação da fabricação digital significa:

  • acelerar as atividades de negócios,
  • reduzir custos,
  • melhorar o tempo de lançamento no mercado e
  • promover uma mudança positiva nos processos, pessoas e modelos de competência.

Os formuladores de políticas nos setores empresarial e público reconhecem que as tendências digitais emergentes podem mudar significativamente a base de qualquer economia que se encontre na produção.

Como resultado, essas tendências irão transformar as principais tecnologias e impactar nos modelos de negócios.

Da mesma forma, em muitas indústrias, a fabricação digital torna-se não apenas uma fonte de crescimento da produtividade, mas, além disso, proporciona um importante processo de inovação.

Além disso, a digitalização leva as inovações radicais mais substanciais, tanto tecnológicas quanto gerenciais.

Certamente, isso tem um impacto evidente sobre a cadeia de valor e suporta vários riscos corporativos.

Apesar da mudança estratégica, há um grupo de empresas que ainda resiste à transformação.

A digitalização possui um tipo de conceito muito amplo.

O significado convencional do processo de digitalização refere-se à transformação dos princípios analógicos para os digitais.

No entanto, existem marcadores mais importantes de digitalização:

• automatização,
• gerenciamento de dados e comunicações digitais,
• reengenharia de processos de negócios,
• interações de computadores humanos e,
• fluxos de dados.

Um uso ativo de tecnologias e soluções digitais leva à transformação geral da fabricação.

A fabricação digital é vista na literatura como uma transformação radical de todo o negócio.

O foco nas questões de marketing, ainda implicam no seu papel integrador para a empresa em geral.

De acordo com as estatísticas, a maioria dos trabalhos sobre manufatura digital são considerados em domínios específicos de engenharia e ciências da computação.

Enquanto este campo de pesquisa está no estágio inicial da formação, podemos encontrar uma evidente popularidade de estudos e práticas da transformação digital no marketing.

Isso pode ser visto em uma linha de pesquisa mais interessante.

Com uma perspectiva que penetra em todas as possíveis esferas de negócios:

  • personalização,
  • lealdade e confiança do cliente,
  • networking e muitos outros.

Modelos de negócios

No momento, as questões dos modelos de negócios receberam uma atenção crucial.

Como a fabricação digital impacta dramaticamente a parte da cadeia de valor focada na criação de valor e na entrega de valor, os produtores tiveram a oportunidade de produzir mercadorias personalizadas para atender às necessidades individuais dos consumidores.

Acima de tudo é necessário aumentar o nível de engajamento e sincronização de todos os participantes dessa cadeia de valor.

Para resultar em uma produção sob demanda com melhor visualização e compreensão do fluxo de valor.

Geralmente, essa mudança contínua da cadeia de valor centrada no produtor para a cadeia de valor de consumo, continuará a desafiar os fabricantes e levar a uma maior transformação do modelo de negócios.

Apesar do interesse dos estudiosos pelas tendências dos negócios digitais, ainda não há estudos integrais sobre essa questão, especialmente os teóricos.

Paralelamente, na perspectiva prática, esse fenômeno também é investigado apenas em alguns estudos piloto realizados por empresas de consultoria.

Esses estudos visam a conceituação e problematização da transformação digital do marketing para fabricação digital.

Considerações finais

Devemos descobrir e explorar as principais tendências de marketing que atendem à transformação digital da indústria.
Analisar a fabricação digital e as tecnologias que acompanham essa transformação do importantíssimo prospectivo.

O grande problema esperado, parece ser um modelo de negócio que faz da empresa um sistema coerente.

É importante ressaltar que a digitalização traz uma nova visão do modelo de negócios, além de reformular todos os processos de negócios importantes.

Com isso, novas fontes de valor agregado, juntamente com riscos adicionais, são trazidas para as atividades das empresas.

Enfatizamos a questão de que a implementação da manufatura digital cria novas oportunidades para as empresas, do ponto de vista do marketing.

Mudanças no comportamento do consumidor – como os consumidores percebem e usam os produtos – forçam as empresas a repensar os fatores que determinam o valor do produto e o modo de sua entrega.

As empresas começam a repensar os produtos físicos como serviços e produzem ofertas personalizadas para seus clientes.

Ao mesmo tempo, as tecnologias de fabricação digital aumentam a lucratividade das empresas, reduzindo o custo de matérias-primas e energia e otimizando o processo de produção.

Geralmente, leva à melhoria da posição de competitividade, porque a empresa pode criar e trazer para o mercado produtos de sucesso em um curto espaço de tempo e a um preço atraente.

As seguintes descobertas importantes devem ser destacadas quando se trata de fabricação digital:

1) As tecnologias parecem superar as qualificações e habilidades dos funcionários.

Esse fenômeno tem implicação ambivalente.

O lado positivo das tecnologias em rápido desenvolvimento aborda incentivos para o desenvolvimento de RH e fontes de crescimento da produtividade.

Enquanto isso, riscos significativos de lacunas de RH podem privar as empresas de estarem melhor quando a digitalização é extensivamente implementada.

2) As empresas tornam-se uma entidade substancialmente transparente para todos os interessados, especialmente para clientes e rivais.

Assim, esse resultado da transformação pode ter um impacto conflitante e às vezes contraditório.

Os clientes atuam como co-criadores ativos.

Eles exigem um alto grau de personalização, mesmo nos estágios iniciais do desenvolvimento do produto.

Ao mesmo tempo, os rivais se aproveitam da disseminação de informações.

Cortam custos e de fato aumentam as tensões da concorrência.

3) Limites físicos dos negócios começam a desaparecer.

As empresas e os processos de manufatura trabalham em rede e colaboram, a curto prazo, para cumprir determinados objetivos e tarefas e, em seguida, desconectar-se.

Por um lado, esse comportamento ágil combina perfeitamente com as condições contemporâneas, por outro; pode criar distorções devido à responsabilidade “borrada” para diferentes beneficiários de negócios, como investidores, devedores.

No geral, as mudanças no modelo de negócios e na atividade de marketing das empresas estão intimamente ligadas.

Bens inteligentes que são criados por causa do processo de co-criação entre empresas e consumidores e combinam características de serviços são consequências da digitalização da fabricação.

A ideia de que uma empresa pode criar valor apenas através da produção e venda de bens, está se tornando obsoleta.

Mudanças na natureza do produto implicam certamente em mudanças nos processos de criação de valor.

As novas realidades do mercado fazem uma série de dados, interações, colaborações com os clientes e sua resposta, base de treinamento constante do valor.

Tudo isso, como resultado, pode lançar as bases de modelos de negócios totalmente novos.

Responder